Hackers assumem roubo de identificadores Apple de PC do FBI

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hackers assumem roubo de identificadores Apple de PC do FBI

Mensagem por Sabotage em Sex 7 Set - 13:02

Arquivo roubado em notebook trazia 12 milhões de UDIDs de aparelhos iOS.
Apenas 1.000.001 de números foi publicado, sem dados pessoais.


Hackers que se identificam como membros dos coletivos Anonymous e AntiSec publicaram na internet uma lista com um milhão e um números UDID (Unique Device Identifier, identificador único de dispositivo) da Apple.
O UDID é um número que identifica unicamente cada aparelho com iOS e pode ser lido inclusive pelos aplicativos instalados no telefone ou tablet. Segundos os hackers, a informação teria sido obtida de um computador do FBI.
No total, 12 milhões de números UDID teriam sido roubados de um notebook de um agente do FBI chamado Christopher Stangl. O computador de Stangl, afirmam os hackers, teria sido invadido por meio de uma falha no Java e, na área de trabalho do policial, o arquivo "NCFTA_iOS_devices_intel.csv" teria sido encontrado e copiado pelos invasores. O arquivo teria 12.367.232 de UDIDs, e alguns deles ligados com endereços pessoais dos utilizadores, como nome, endereço físico, tipo de dispositivo (qual modelo do iPhone ou tablet) e números de telefone.
No entanto, os hackers afirmam que as informações pessoais não estão disponíveis em muitos dos cadastros presentes na lista, tornando-a incompleta. As informações publicadas na internet não trazem nenhuma informação pessoal, mas, segundo os hackers, é suficiente para alguém saber se o dispositivo está na lista do FBI.
Stangl, o agente do qual as informações teriam sido roubadas, está no FBI desde 2003 e atua principalmente no meio on-line. Em 2009, o policial apareceu em um vídeo (clique aqui para acessar, em inglês) pedindo a colaboração de hackers para investigar crimes no FBI. Em 2010, ele ganhou um prêmio do FBI pelo seu trabalho na investigação de uma rede criminosa on-line.
Na página do site "Pastebin" em que comunicam o roubo e a publicação dos dados, os hackers elogiam Jeremy Hammond, um ativista ligado ao Anonymous preso pelo FBI e que, segundo o manifesto, era "um dissidente político ideológico". Eles também criticaram o general Keith Alexander, responsável pelo cibercomando dos EUA, por ter aparecido de calça jeans e uma camiseta da organização EFF, que luta por direitos digitais, na conferência de hackers "Def con", uma das mais tradicionais do ramo, apenas para recrutar hackers para o governo.
O comunicado ainda diz que os hackers não vão conceder entrevistas até que o jornalista Adrian Chen, do site "Gawker", aparece na página principal do site por um dia inteiro em uma foto "usando um vestido tutu de balé e um sapato na cabeça". "Sem tutu, sem fontes", dizem os hackers, que também dizem apoiar Julian Assange, Wikileaks e os rebeis na Síria.

Fonte: G1




thedisappereads@hotmail.com

Spoiler:


Spoiler:
[center]


Spoiler:
Sou FÃ desses Carinhas!!!










avatar
Sabotage

Membro

Nada
Mensagens : 330
Pontos de Participação : 699
Reputação : 71
Idade : 84
Localização : eth0
Data de inscrição : 04/06/2012
Respeito as regras :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum